Uma semana corrida. Comida japonesa + amigos = Meu Mundo perfeito.

3 Abr

A semana começou com fisioterapia com o Cláudio, e claro que doeu demais. Há umas quatro semanas, eu quase cai (eu tenho quase caído menos desde que eu comecei usar a minha bengala, que chamei, não sei porque, de Alice) e meu bralo esquerdo dói demais desde então. E o Cláudio, claro tinha que ver isso.  E tocar.  E fazer calor, para o meu bem… eu sei! Mas, dói. Muito. Bem, esta semana está assim: o hálux do pé esquerdo, a cervical, a lombar e o braço. É, até que não é muito. Eu choro de dengosa…

Durante a fisio, a gente conversou bastante a respeito de como anda fraco o ensino de Humanas em São Paulo, ninguém sabe mais nada de história… Senso Crítico então, está raríssimo… Eu simplesmente não entendo como as pessoas podem pensar em desenvolvimento social sem o entendimento do passado. Pensar o caos urbano sem pensar no que o “milagre econômico” da ditadura tem haver com isto… É, eu devo ter lido a Maria da Conceição Tavares demais.

Na terça, depois de uma checagem rápida no hospital, por motivos que eu vou deixar quietinhos, já que se resolveram, eu recomecei a ler o livro de Eclesiástico, que quero estudar bem até o fim do ano. É um livro exclusivo da Bíblia Católica.  Quero estudar os elementos políticos do livro. Uma vez TL, sempre Teologia da Libertação. Por falar nisto, achei um post de arrepiar de medo: denomina a arte da Teologia da Libertação de degenerada! Bem, só para recordar, foi assim que o nazismo denominou a arte moderna. MEDO!!!!

Na sexta, já comemorando estar de férias -vou continuar fazendo fisio nas férias (humpft!) tentei ir numa palestra. Lugar inacessível. Fui almoçar no sábado num japonês, inacessível. E o vegetariano de domingo no Centro? Inacessível. Cadê a fiscalização da prefeitura?

Sofrendo, as escadas do japonês eu enfrentei. Uma vez só na entrada, outra na saída, quatro degraus. As outras eram impossíveis. Gente, quando eu falo de dor, falo de uma que anda resistindo a JURNISTA & LYRICA. Falo de muita dor. Marcelo tem digitado os posts, de dois blogs. Marido de férias é benção de Deus!

Na quinta, hidro ajudou  muito a aliviar a dor. E eu e o Cláudio conversamos sobre algo muito legal: como é importante respeito e lealdade nos relacionamentos. Não há respeito sem lealdade.

No japonês, encontrei a Christiane e Flávio.

E meu fim de semana começou a melhorar de fato. Comida japonesa + amigos=  Mundo perfeito.

E viemos aqui em casa. E rimos. E conversamos. Adoro vocês.

Depois eu fui dormir. A semana terminou bem melhor que começou.


Anúncios

Uma resposta to “Uma semana corrida. Comida japonesa + amigos = Meu Mundo perfeito.”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Coisa mais linda! « Espelho de Alice 4.0 - 4 de Abril de 2011

    […] meio da corrida e dolorida  semana passada, eu encontrei algo na Web, fantástico. Muito […]

    Gostar

Os comentários estão fechados.