Um grande filme

23 Abr

Há um filme, Closet Land, da década de 90, que fala do abuso da tortura como método de interrogatório. O uso de “métodos violentos e particularmente a tortura continua muito disseminado” nas forças de segurança na América Latina e na metade dos países do mundo, denunciou em 2010 um informe da ONG francesa Ação de Cristãos para a Abolição da Tortura (Acat).”A tortura é uma prática endêmica e regular” que “afeta mais da metade dos países do mundo, da Eritreia à Guatemala, do Sri Lanka à Rússia, passando por França e Espanha” afirma o documento.

Apresentado como uma “geografia da tortura”, o informe revisa a situação em 22 países de cinco grandes regiões do mundo. Na América Latina se refere à situação dos últimos anos em Brasil, Colômbia, Guatemala, México e Peru, e cita Argentina, El Salvador, Paraguai, Bolívia e Equador.

“Herança de décadas de ditaduras militares, é frequente que pessoas procedentes na maioria de meios desfavorecidos ou marginais sejam maltratadas ou torturadas pela polícia ou as forças de segurança quando são detidas”, destacou o documento.

Da técnica conhecida como crucificação de Cristo na Eritreia, à prática usbeque de lavagem intestinal com pimenta, a tortura é uma rotina adotada por autoridades públicas em todo o mundo, destacou o informe.

Sobre Closet Land : 

Em um país sem nome, em tempos não especificados, um homem alegando ser representante do governo interroga um autor do sexo feminino da ficção para crianças, alegando que sua história inocente de crianças e animais de fazenda,Closet Land , é politicamente subversivo. Este começa filme poderoso e terrível Radha Bharadwaj, que em última análise, as relações políticas, violência patrocinada pelo Estado com o abuso, íntimo e pessoal, afirmando que ambas as formas de tronco violência a partir da raiz auto-mesmo. O filme captura a paisagem psicológica daqueles que se envolvem em actos de tortura e agressão , além de definir a natureza de coragem e resistência. Sua análise, emocionante inabalável de ambos, e sua varredura e poder, ganhou o filme o status de um clássico cult.Bharadwaj ganhou elogios especiais para capturar a natureza da violência, e violência contra a mulher, em particular, sem recorrer a nesga de exploração . Ela confia imaginação do espectador para preencher os espaços em branco, eo espectador é, por sua vez, saiu com uma compreensão mais profunda de por que alguns seres humanos violam os outros e por que alguns conseguem subir acima do abuso. Radha Bharadwaj

Anúncios