Corinthians

2 Jun
capacorinthians9

 

São Jorge, o santo guerreiro da Fiel

A história nem sempre consagra apenas uma versão do mesmo fato, e é nisso que reside a beleza da mística e intensa ligação entre o Sport Club Corinthians Paulista e o seu padroeiro, o santo guerreiro São Jorge. A relação é tão forte que, desde 2010, é comemorado o Dia do Torcedor Corinthiano, no dia 23 de abril, data do martírio de São Jorge.

Comparados pela semelhante essência de luta, o Corinthians e o seu padroeiro, de certa forma, se aproximaram pelo espírito guerreiro comum, mas duas outras versões se propagam até hoje. A primeira diz respeito à chegada do clube ao terreno do Parque São Jorge, em 1928. A coincidência geográfica teria agradado à diretoria da época, que adotou o santo como patrono. Atualmente, o endereço da sede social é justamente a Rua São Jorge, 777.

Outra história contada pelo antigo capelão do clube, Dom Arnaldo Beltrame, reforça a adoção já na fundação. Inspirados na tradição do Corinthian Football Club, que tinha São Jorge como padroeiro, os operários do Corinthians Paulista adotaram para o clube o também patrono da Inglaterra.

Entre 1955 e 1977, no conhecido jejum de títulos, a capela de são Jorge foi construída no clube. Em abril de 1969, após trágico acidente de carro, foi escolhida para que os jogadores Eduardo e Lidu fossem velados. De fato, não foi encontrada uma verdade para a história, mas o santo guerreiro permanece como um dos grandes símbolos que constitui a aura corinthiana.

 

corinthi1

Anúncios