Crimes de ódio e incitação à violência: um desafio

5 Mar

Na tela do computador os internautas não observam as pessoas humanas atacadas como pessoas, mas como um papel em branco, desumanizado, e desencadeiam uma absurda disputa para ver quem vai agradar melhor seu líder violento

Por Adriana Dias

odio-e1379351500638

Vivemos um momento conturbado. Há medo e ódio nas redes e nas ruas. Muitos se aventuram em afirmar que a cordialidade do Brasil desapareceu. No entanto, quando Sérgio Buarque de Holanda cunhou, em Raízes do Brasil, a cordialidade brasileira, o tipo humano de homem cordial (fundamentado nas ideias de tipo ideal de Max Weber), ele descrevia um comportamento que não elimina a violência. A minoria talvez entenda, mas o Homem Cordial, em Holanda, se refere exatamente à personalidade dada a atitudes extremas, de grande oscilação, portanto, possível de atuar com extrema violência. A violência do brasileiro, dentro dos moldes pensados pelo autor, é expressa no momento em que o brasileiro se mostra incapaz de assegurar um comportamento contra a cidadania, à padrões legais e a à ordem pública.23

Advertisements

Comente-me!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s