Tag Archives: música

Chico e as Mulheres

10 Jan

Chico devorou em sua esfinge um lírico feminino: revela mulheres e seus sentimentos: quer seja Joana Francesa, ou Ana, Bárbara ou a Rita, quem não gostaria de ter sido chamada para a valsa até o dia amanhecer em paz? Todas nós, nos encontramos em Chico, e por isso, essa playlist tem um pouco (ou muito) de nós todas: Chico e as Mulheres

Homenagem!

6 Set

Recebi do Michel. Amei.

Cartola: As rosas não falam

28 Ago

Direto do túnel do tempo!

para que maio seja melhor…

1 Maio

Começando maio, nosso amado Gegê já foi inocentado, #lutarnãoécrime. Então, vamos começar com Chico Cesar, irmão do Gegê, e da luta!

Beijos coloridos em todos!

Terça é dia de boa música!

12 Abr

 

 

Dona da Minha Cabeça

Composição : Geraldo Azevedo / Fausto Nilo

Dona da minha cabeça ela vem como um carnaval
E toda paixão recomeça, ela é bonita, é demais
Não há um porto seguro, futuro também não há
Mas faz tanta diferença quando ela dança, dança

Eu digo e ela não acredita, ela é bonita demais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita, bonita
Digo e ela não acredita, ela é bonita demais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita, é bonita

Dona da minha cabeça quero tanto lhe ver chegar
Quero saciar minha sede milhões de vezes, milhões de vezes

Na força dessa beleza é que eu sinto firmeza e paz
Por isso nunca desapareça
Nunca me esqueça, eu não te esqueço jamais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita demais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita, bonita
Digo e ela não acredita, ela é bonita demais
Eu digo e ela não acredita, ela é bonita, é

Beijos coloridos em todos!

Rita, para animar o domingo!

20 Mar

Neste post, quero falar da Rita, a paulistana, eterna Rainha do Rock, a mais completa tradução (segundo o Caetano) de Sampa. Embora eu esteja horrorizada com a despostura política do Caetano, a afirmação a respeito de Rita é perfeita. Na música da Rita sempre vi a minha “eternal girl” da metrópole, que sonha com amores repleto de luxúria, enquanto sai por aí, lançando perfume. Em Rita o fluxo sexualidade e romance é perfeito, basta ler Amor e Sexo para se dar conta. Como se pia (Rita Amaral, eternal girl!) em tempos de Twitter, #FATO. Amor é prosa, Sexo é poesia… E, para manter a mente sã, precisamos de ambos.

Eu ganhei, há meses, do Chico amado, a biografia da Rita em três dvds. É o máximo.

Rita é uma viagem para a toca do coelho. Você não ouve? Ouça e perca-se. No mundo das ritaleevilhas.

Beijos coloridos em todos!

Tanta vida na música da gente…

28 Fev

Bem, hoje quero falar de uma música.

Sempre me tocou muito, talvez pq ter Oi é ou conseguir no berro as coisas, ou não consegui-las.

Minha História

Chico Buarque

Composição : Lúcio Dalla / Paola Pallottino

Ele vinha sem muita conversa, sem muito explicar
Eu só sei que falava e cheirava e gostava de mar
Sei que tinha tatuagem no braço e dourado no dente
E minha mãe se entregou a esse homem perdidamente, laiá, laiá, laiá, laiá
Ele assim como veio partiu não se sabe prá onde
E deixou minha mãe com o olhar cada dia mais longe
Esperando, parada, pregada na pedra do porto
Com seu único velho vestido, cada dia mais curto, laiá, laiá, laiá, laiá
Quando enfim eu nasci, minha mãe embrulhou-me num manto
Me vestiu como se eu fosse assim uma espécie de santo
Mas por não se lembrar de acalantos, a pobre mulher
Me ninava cantando cantigas de cabaré, laiá, laiá, laiá, laiá
Minha mãe não tardou alertar toda a vizinhança
A mostrar que ali estava bem mais que uma simples criança
E não sei bem se por ironia ou se por amor
Resolveu me chamar com o nome do Nosso Senhor, laiá, laiá, laiá, laiá
Minha história e esse nome que ainda carrego comigo
Quando vou bar em bar, viro a mesa, berro, bebo e brigo
Os ladrões e as amantes, meus colegas de copo e de cruz
Me conhecem só pelo meu nome de menino Jesus, laiá, laiá
Os ladrões e as amantes, meus colegas de copo e de cruz
Me conhecem só pelo meu nome de menino Jesus, laiá, laiá, laiá, laiá